segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

[ UMA VISÃO PENTECOSTAL SOBRE OS PROBLEMAS SOCIAIS ]

Pastor Juarez Nascimento *

Não podemos falar no social, sem falar naquele que primeiro o praticou.

Fazer o social é olhar para o nosso semelhante, e pensar como seria se fosse eu que estivesse no lugar dele. Além do governo, existem organizações que tem procurado cuidar do social, olhando para as necessidades dos mais carentes, principalmente no que diz respeito ao material, ou seja, moradia, vestes. Principalmente o sustento, o pão sem qual nenhum ser humano consegue sobreviver.

Mas sentimos que existe também uma carência de afeto, de amor, de aconchego, de educação, instrução, nas classes mais necessitadas. Aí é onde eu acho que as igrejas, as religiões, devem fazer o seu papel. Não dar somente o pão, a roupa, o teto, mas dar dignidade, carinho, formar caráter puro, resgatar a autoestima daqueles que estão clamando por um abraço, um sorriso, um aperto de mão... Um “olá como vai”.

Os versos abaixo são de uma canção de dois homens de Deus, Elias e Lucas. Cantando eles relatam o que o grande mestre Jesus nos ensinou a respeito do social.

Comunhão (Autores: Elias Brandt - Lucas Brandt)

Quando esteve aqui nos ensinou
Que o amor vale mais
Que palavras sem ação
Que o amor é perfeito
Nunca falha tudo crê

Quando esteve aqui nos ensinou
Esquecer as ofensas
Liberar o perdão
Viver como família
Em comunhão

Partilharmos as vestes
Repartirmos o pão
A sorrir ou chorar
Com o irmão

Quero ser um com você
Como o mestre ensinou
Pra que o mundo reconheça
Que o pai o enviou

* Juarez Nascimento é Pastor Evangélico e participa do Conselho da Comunidade para Assuntos Penais de Vitória da Conquista - BA.


Nenhum comentário:

Postar um comentário